ATIVIDADES EM DESTAQUE

Projetos

Além das investidas, outros projetos contam com apoio da Codemge no ramo da alta tecnologia. São iniciativas múltiplas, de potencial inovador, em parceria com universidades, centros de pesquisa e empresas privadas.

Atualmente, a Codemge apoia os seguintes projetos:

DESENVOLVIMENTO DE TESTES PARA DIAGNÓSTICO DE COVID-19

Em 2020, com o objetivo de colaborar com o enfrentamento da pandemia do coronavírus, além de incentivar a pesquisa e a inovação no estado, a Codemge estabeleceu acordos de parceria com projetos de desenvolvimento de testes para diagnóstico de covid-19.

UFMG

Realizado em parceira com a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), sob a coordenação do professor Rodolfo Giunchetti, o projeto visa o desenvolvimento de testes sorológicos para diagnóstico da covid-19, de insumos e desenvolvimentos brasileiros, incluindo testes rápidos e testes Elisa (testes imunoenzimáticos), de baixo custo e a serem produzidos em larga escala, com elevada sensibilidade e especificidade. O intuito é que a tecnologia desenvolvida seja fornecida ao Sistema Único de Saúde (SUS) para diagnóstico precoce e tardio da infecção.

DETECHTA

Parceria entre a Codemge e a empresa mineira de biotecnologia Detechta, o projeto tem como objetivo finalizar o desenvolvimento de testes de diagnóstico, de insumos e desenvolvimentos brasileiros, com elevada sensibilidade e especificidade, testes rápidos e Elisa para covid-19. Também tem como finalidades sua produção e comercialização, além de viabilizar a internalização da produção de proteínas recombinantes e o controle de qualidade dos testes para registro dos produtos nos órgãos reguladores.

PROJETO NA@MO – DESENVOLVIMENTO DE NANOESPECTRÔMETRO

Revista Nature com matéria de capa sobre o projeto (Imagem Cassiano Rabelo)

A Companhia é parceira do projeto Na@mo, que visa o desenvolvimento de um nanoespectrômetro, equipamento para análise em alta resolução de estruturas de dimensões nanométricas, como átomos e moléculas.  Iniciado em 2018, o projeto utiliza como base o modelo conceitual elaborado pelo LabNS – da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O Departamento de Ciência da Computação da UFMG está desenvolvendo o software do equipamento e o Senai-Cimatec, em Salvador/BA, é responsável pelo hardware. Por meio de sua participação na iniciativa, a Codemge acelera o desenvolvimento de uma tecnologia pioneira, versátil e com aplicações em diversas cadeias de negócio.

O nanoespectrômetro é composto de antena que se aproxima a poucos nanômetros de distância do material, capta suas ondas eletromagnéticas e as transmite como sinal óptico a um software, que realiza a análise. A nanoantena capta a luz da amostra, transforma-a em onda propagante e a envia a detectores ópticos. As análises e imagens produzidas pelo equipamento possuem múltiplas aplicações e por diversas áreas do conhecimento, como biologia, química, física, ciência dos materiais, entre outras.

O projeto Na@Mo foi matéria de capa da edição 590 da revista Nature, uma das mais conceituadas publicações científicas do mundo, divulgada em fevereiro de 2021. O estudo divulgado na Nature revela, a partir da aplicação do nanospectômetro, imagens inéditas de bi-camadas de grafeno, um sistema que se torna supercondutor (conduz eletricidade sem resistência) quando a rotação entre as camadas é de um valor específico. Essas propriedades não poderiam ser acessadas sem a existência do equipamento.

Em dezembro de 2021, no ICEX/UFMG, foi realizada solenidade de encerramento do projeto, com a apresentação de dois protótipos pré-comerciais do nanoscópio. Participaram da cerimônia representantes do Senai Cimatec, do Laboratório de Nano-Espectroscopia do Departamento de Física da UFMG e da recém criada FabNS, empresa constituída a partir do Na@MO. O evento marcou a passagem para a fase comercial do empreendimento. A tecnologia está pronta para ser transferida a laboratórios de pesquisa e indústria especializada.

LEC – LABORATÓRIO DE ENSAIOS DE COMBUSTÍVEIS DA UFMG

O projeto é resultado de um acordo de cooperação entre a Codemge e a UFMG, firmado em 2018, para adequação, ampliação e capacitação do Laboratório de Ensaios de Combustíveis (LEC) da Universidade. O LEC se insere na esfera dos aportes da Companhia para fortalecimento do setor aeroespacial mineiro, com o objetivo de constituí-lo como o primeiro laboratório brasileiro de certificação de combustíveis e biocombustíveis de aviação, com infraestrutura e capital intelectual para realizar 31 análises de bioquerosene e combustíveis fosseis. Com laboratório qualificado e referência nesse segmento, a Codemge coloca Minas Gerais em posição estratégica no setor aeronáutico.

MAGCHILL – DESENVOLVIMENTO DE CONDICIONADOR DE AR OPERADO POR REFRIGERAÇÃO MAGNÉTICA

Em sua operação, a Codemge busca sinergias entre seus projetos para maximizar o efeito dos seus investimentos. Um exemplo dessa estratégia é o apoio ao MagChill. Iniciado em 2018, o projeto tem como objetivo o desenvolvimento de um condicionador de ar operado por unidade de refrigeração magnética (URM), cuja tecnologia magnetocalórica utiliza ímãs permanentes e refrigerantes sólidos à base de elementos de terras-raras.

A intenção é utilizar matérias-primas e desenvolvimento tecnológico nacionais, com vistas a um escalonamento no LabFabITR – outra iniciativa da Companhia em alta tecnologia, trazendo para Minas Gerais parte do benefício de exploração dessa propriedade intelectual. Por meio desses recursos, várias cadeias são fomentadas simultaneamente: pesquisa mineral, magnetismo e aplicações, acumuladores de energia, entre outras.

O projeto é fruto de um acordo de cooperação entre a Codemge e o Laboratório do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (POLO) e a Fundação de Ensino e Engenharia de Santa Catarina (FEESC).

PROJETO MGGRAFENO

O Projeto MGgrafeno é uma iniciativa da Codemge, da UFMG e do Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN), criada em 2016, visando a instalação da primeira planta industrial de grafeno do Brasil. A planta-piloto, localizada em Belo Horizonte/MG, no CDTN, está “operacional” desde 2018 e tem trabalhado com foco na consolidação de processos e no desenvolvimento de tecnologia própria, 100% nacional. Saiba mais.

LABFABITR

Desde 2015, a Codemge tem conduzido o projeto para a implantação do primeiro laboratório-fábrica de ligas e ímãs de terras-raras do hemisfério sul, o LabFabITR, localizado em Lagoa Santa/MG, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As terras-raras estão no âmbito dos investimentos da Codemge em materiais avançados. Saiba mais.



Voltar