ATIVIDADES EM DESTAQUE

Araxá

Araxá está posicionada entre os grandes mercados nacionais (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia e Belo Horizonte). A mineração, com destaque para a produção de nióbio e fosfato, é outro fator que concorre para dar notoriedade à cidade. A maior reserva de nióbio do mundo se encontra na cidade, cuja mina é gerenciada por meio de uma Sociedade em Conta de Participação entre a Codemig, subsidiária da Codemge, e a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM).

A Codemge atua no município como proprietária de ativos turísticos importantes, como o Grande Hotel de Araxá e o Hotel da Previdência, em parcerias com a iniciativa privada.

Campanha – Movimento em prol do Complexo do Barreiro

A Codemge realizou em março/2022 uma campanha de conscientização no entorno do Grande Hotel de Araxá, no Complexo do Barreiro. Por ser uma área de preservação ambiental, a Companhia instalou faixas, fixou cartazes e veiculou áudio por meio de carro de som para alertar a população sobre a proibição de manter curral, pastagem e a circulação de animais não nativos no local. O intuito da ação foi buscar manter a conservação do bem público, além de garantir a harmonia e a proteção do meio ambiente.

Veja abaixo os materiais utilizados na campanha:

Arte da faixa
Faixas instaladas
Arte do cartaz
Cartazes instalados
Spot
Circulação carro de som dias 25, 26, 27 e 28/3/2022
Circulação carro de som dias 1º, 2, 3 e 4/4/2022

Complexo do Grande Hotel e Termas de Araxá

O Grande Hotel e Termas de Araxá consiste em parte do Complexo Hidrotermal e Hoteleiro do Barreiro de Araxá, o qual é composto por terrenos antigos, dos períodos archeano e algonkiano, de origem vulcânica, rico em minérios e águas minerais, característicos da região. É uma área que possui edificações que remontam ao século XX, com projetos arquitetônicos coordenados pelo arquiteto Luiz Signorelli e parques e jardins concebidos pelo paisagista Roberto Burle Marx. Em decorrência do valor histórico, cultural e arquitetônico do Complexo de Araxá/MG, seu patrimônio foi tombado pela Constituição do Estado de Minas Gerais de 1989, inscrito nos Livros do Tombo Histórico e do Tombo dos Bens Arqueológicos, Etnológicos, Paisagísticos e Arquitetônicos do IEPHA – Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais e tombado em nível municipal, conforme determinado pelo Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural de Araxá – COMDEPAC.

A região está inserida na Zona de Proteção dos Recursos Hídricos (ZPRH) que, segundo o Estudo Geoambiental das Fontes Hidrominerais/Projeto Araxá feito pela CPRM/Serviço Geológico do Brasil, “tem a função de proteger os recursos hídricos superficiais e subterrâneos, bem como a vegetação primitiva e secundária existentes, visando preservar os cursos d’água, lagoas, fontes hidrominerais e aquíferos subterrâneos”. Por essa razão não são permitidas a criação intensiva de animais de qualquer espécie e a construção de currais, estábulos ou outra fonte geradora de matéria orgânica animal, próximo a poços tubulares de extração de água subterrânea, cisternas, fontes, lagos naturais ou artificiais e cursos d’água.



Voltar