ATIVIDADES

Codemig fomenta 30ª Superminas para dinamizar cadeia produtiva da gastronomia

31 de outubro de 2016

Apoiada pelo Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Codemig, feira superou a projeção de negócios

Belo Horizonte recebeu a Superminas – 30º Congresso e Feira Supermercadista e da Panificação, entre os dias 18 e 20 de outubro. Ao longo de três dias, 430 fornecedores de produtos alimentícios, equipamentos e serviços para supermercados e padarias mostraram os seus destaques aos mais de 53 mil visitantes. Em iniciativa patrocinada pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), 20 pequenos fornecedores apresentaram produtos diferenciados para compradores de todo o País e do exterior, ao lado de gigantes do mercado.  Esses pequenos fornecedores são participantes do Circuito Mineiro de Compras Sociais, projeto da Associação Mineira de Supermercados (AMIS) em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio do Fórum Permanente das Micro e Pequenas Empresas (Fopemimpe) e da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Sedif).

O objetivo é aumentar o acesso da agroindústria familiar às gôndolas do segmento supermercadista, uma ação que fortalece toda a cadeia produtiva e traz benefícios econômicos e sociais a todos os envolvidos. O estande do Circuito Mineiro de Compras Sociais reuniu produtores de frutas, doces, laticínios e cachaça, entre outros produtos. Para os expositores, a feira foi de muito aprendizado e visibilidade. “Estar em uma feira como essa nos dá a oportunidade de apresentar muita gente a um produto pouco conhecido”, conta André Dias, produtor de laticínios de ovelha. “E é na degustação que conquistamos nossos clientes”, aposta.

Marcas de presença internacional, como a Danone, também apontam a relevância da feira para o calendário do setor. “Conquistar o cliente mineiro exige investir no relacionamento, na proximidade. A Superminas é um espaço propício para estreitar nossos laços com as principais redes e com as lojas menores também”, explicou Anderson Barbosa, gerente regional da companhia francesa.

De acordo com a coordenadora de marketing da Vilma Alimentos, Fernanda Assrauy, a feira é um dos eventos mais importantes do Brasil para o setor. “Participamos da Superminas desde a sua primeira edição, e este é o melhor momento para comunicar novidades aos clientes supermercadistas e ao público em geral”, garante.

Segundo a Associação Mineira de Supermercados (AMIS) e o Sindicato e Associação Mineira da Indústria de Panificação (Amipão), entidades organizadoras do evento, a Superminas movimentou cerca de R$ 1,7 bilhão em negócios, número R$ 250 milhões acima da expectativa inicial e também superior ao volume de 2015, quando a feira movimentou R$ 1,4 bilhão.

Codemig fomenta Rodadas de Negócios Internacionais

Outro atrativo da Superminas foram as Rodadas de Negócios Internacionais, uma realização do Centro Internacional de Negócios da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Rede Brasileira dos Centros internacionais de Negócios (Rede CIN), com recursos do APEX Brasil e da Codemig, e em parceria com a AMIS/Amipão. A iniciativa trouxe distribuidores e supermercadistas de seis países da América Latina para conhecer de perto fornecedores brasileiros e fomentar as exportações. Esta foi a nona edição da Superminas que contou com as Rodadas de Negócios; entre 2008 e 2015, elas movimentaram R$ 267 milhões.

Qualificação

Além das oportunidades de negócio, a Superminas ofereceu possibilidades de qualificação e crescimento para os profissionais do setor. A programação contou com cerca de 50 atividades de treinamento, e a presença de entidades como o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). “A capacitação é um instrumento poderoso para enfrentar crises, e a Superminas é um espaço privilegiado para mostrar ao setor nossas opções de treinamento”, afirmou Breno Costa, consultor de negócios do Senac.

Águas minerais em estabelecimentos comerciais

Detentora da concessão das fontes de águas minerais das marcas Araxá, Caxambu, Cambuquira e Lambari, a Codemig tem trabalhado para que esse patrimônio mineiro esteja disponível em cada vez mais supermercados e outros estabelecimentos comerciais. Com seu novo modelo de gestão referente aos Direitos Minerários, Equipamentos e Instalações de Envasamento dessas águas, a Empresa tem conferido especial atenção a essa relevante frente de ação, assegurando a continuidade de operação, manutenção e vendas das águas minerais e considerando sempre a importância de sua atuação estratégica em prol do desenvolvimento socioeconômico do Estado de Minas Gerais.

As águas minerais do Estado são extraídas com suas composições minerais naturalmente balanceadas e pureza inigualável. Límpidas, transparentes e refrescantes, elas brotam de todo o extenso território, em fontes e nascentes que dão origem a córregos, rios, cachoeiras e lagos. Na região das Águas da Mantiqueira, ao sul de Minas Gerais, vêm as sofisticadas águas mineiras Caxambu, Cambuquira e Lambari. No oeste mineiro, nasce a Araxá, outra importante fonte de água de rara leveza.

As águas de Cambuquira e Caxambu, por exemplo, participam de importantes festivais gastronômicos no mundo, como é o caso do Madrid Fusion e do Festival de Gastronomia de Tiradentes, entre outros. A Cambuquira é uma água mineral leve, suave e exclusiva, premiada como uma das melhores do mundo. Por sua vez, a Caxambu tem a capacidade natural de ampliar a percepção dos sabores, sendo indicada para se degustar durante as refeições e para o preparo de receitas especiais e refinadas, sendo considerada uma água gourmet por excelência.

Minas Gerais participa com cerca de 10% do total de água produzida no País, ocupando a segunda posição no ranking nacional. É ainda o Estado onde se encontra a maior concentração geográfica de águas carbogasosas, alcalinas, alcalino-terrosas, sulfatadas e sulfurosas. Os recursos de águas minerais vêm, com cada vez maior intensidade, conquistando importância na vida das pessoas, quer pela exigência crescente da sociedade moderna, quanto aos padrões de potabilidade, quer pela constatação do aumento da poluição das águas, ocasionadas pelo desenvolvimento industrial e urbano. Os níveis atuais de crescimento da produção, da industrialização e de sua comercialização confirmam esse grande potencial. Outras informações podem ser obtidas pelo contato comercial (31) 3250-2900.