ATIVIDADES

Gastronomia movimenta o mês de outubro na capital mineira

31 de outubro de 2017

Governo do Estado, por meio da Codemig, promoveu ações de valorização e dinamização da cadeia produtiva da gastronomia durante todo o mês

Belo Horizonte recebeu neste fim de semana (28 e 29 de outubro) o Fartura Kids, versão do festival gastronômico Fartura – Comidas do Brasil, com programação e cardápio concebidos especialmente para as crianças. No espaço Mineiraria, por exemplo, os pequenos encontraram produtores de doces, bolos e brigadeiro gourmet. O evento vem na esteira do Fartura BH, que no fim de semana anterior também movimentou o Centro de Cultura Presidente Itamar Franco, e encerra um mês de intensa movimentação na gastronomia do estado, fomentada pelo Governo de Minas Gerais, junto com a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

Semana Internacional do Café

De 25 a 27 de outubro, o Expominas recebeu a quinta edição da Semana Internacional do Café (SIC). Uma iniciativa do Governo de Minas Gerais, por meio da Codemig e da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), em parceria com o Sistema Faemg, a Café Editora e o Sebrae, o evento reuniu produtores, torrefadores, baristas, especialistas e consumidores em torno de ampla programação de seminários, capacitações, concursos e sessões de degustação. Foram promovidas também viagens de compradores internacionais a fazendas e cooperativas, valorizando toda a cadeia produtiva, do plantio ao consumo.

Após a solenidade de abertura da SIC, o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, apresentou ao governador Fernando Pimentel e aos demais presentes o Geoportal do Café, que será lançado em breve. A criação da plataforma tecnológica tem a participação da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e da Seapa, com a parceria da Codemig e da Fundação João Pinheiro (FJP).

O objetivo do Geoportal do Café é mapear todas as áreas de cultivo no estado, com inserção de dados socioeconômicos e geoespaciais para subsidiar políticas públicas e investimentos privados de toda a cadeia produtiva. O café é a principal commodity agrícola de Minas Gerais, com relevância na geração de emprego e renda. A conclusão do mapeamento trará informações completas dos 451 municípios listados como produtores de café pela Emater-MG e está prevista para março de 2018.

Minas Gerais é o maior produtor nacional de café. Com 30,7 milhões de sacas na safra 2015/2016, o estado respondeu por 60% de toda a produção e 67,9% da exportação de café do Brasil (Conab, 2017).

Superminas 2017

A cadeia produtiva da gastronomia também demonstrou números expressivos na Superminas 2017: o evento, que ocorreu entre 17 e 19 de outubro, gerou R$ 1,85 bilhão em negócios diretos, 8,9% a mais que no ano passado. Os mais de 54 mil visitantes conferiram as principais novidades e tendências dos setores supermercadista e de panificação, distribuídas entre os 480 estandes instalados na feira, e puderam participar de cerca de 70 atividades de capacitação.

Compradores de todo o País e do exterior também tiveram a oportunidade de conhecer produtos diferenciados: o Governo de Minas Gerais, por meio da Codemig e do Circuito Mineiro de Compras Sociais – parceria entre a Associação Mineira de Supermercados (AMIS), o Fórum Permanente das Micro e Pequenas Empresas (Fopemimpe), a Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Sedif), a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado Minas Gerais (Emater) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel/MG) –, levou mais de 50 produtores de micro, pequeno e médio porte para expor seus produtos ao lado dos maiores nomes do mercado.

A iniciativa ocorreu no âmbito do programa +Gastronomia e teve por objetivo ampliar o acesso da agroindústria familiar às gôndolas do segmento supermercadista, uma ação que fortalece toda a cadeia produtiva e traz benefícios econômicos e sociais a todos os envolvidos.

Mapa Gastronômico de Minas Gerais

No último dia 18, quarta-feira, a Secretaria de Estado de Turismo lançou o Mapa Gastronômico do estado. O evento foi realizado na Casa da Gastronomia Mineira – Mineiraria, em Belo Horizonte, e contou com a presença do secretário de Estado de Turismo, Ricardo Faria, da presidente do Servas, Carolina Pimentel, do secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão, do secretário de Cultura, Angelo Oswaldo, e de representantes da sociedade civil. Destinado aos turistas e operadores de viagens, o guia traz em seu conteúdo uma compilação das experiências gastronômicas do estado, que são divididas, nesta primeira edição, em três eixos: festivais gastronômicos, visitas aos produtores locais e roteiros de gastronomia.

Resultado de um amplo levantamento da oferta turística em Minas Gerais, o Mapa Gastronômico foi elaborado em parceria com os circuitos turísticos mineiros, possibilitando o conhecimento da oferta gastronômica do estado e contribuindo, assim, para o planejamento, gestão e promoção da gastronomia mineira na qualidade de atrativo turístico.

Por meio do trabalho realizado, foi possível catalogar mais de 150 festivais gastronômicos no estado, que ocorrem anualmente. Promovendo as iguarias e a tradição da culinária mineira, os festivais são importantes atrativos que permitem ao turista uma imersão na cultura local.

Reunião do Conselho Curador da Casa da Gastronomia Mineira – Mineiraria

Membros do Conselho Curador da Mineiraria reuniram-se no último dia 11 (quarta-feira), na sede da Codemig. Participaram da reunião o presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco, o secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, o presidente da Emater-MG, Glênio Martins de Lima Mariano, e representantes da Secretaria de Estado de Governo (Segov), da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio-MG), da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e da Frente da Gastronomia Mineira.

No encontro, foram discutidas as ações de comunicação da Mineiraria, o status dos processos de implantação da Casa e a elaboração do seu regimento, além de apresentados os resultados da Mineiraria Cozinha Escola do Mercado e as próximas ações que terão participação da Mineiraria.

Instalada em um edifício histórico no Centro de Cultura Itamar Franco, região Centro-Sul de Belo Horizonte, a Mineiraria será uma vitrine da gastronomia mineira. O equipamento irá receber atividades de promoção, divulgação e capacitação em torno da variedade gastronômica das diversas regiões de Minas Gerais, além de eventos, oficinas, cursos, exposições e demonstrações.