ATIVIDADES

MAX 2018 estima prospecções de negócios que superam os R$500 milhões

6 de setembro de 2018


O salão de negócios da MAX 2018, realizado entre 28 de agosto e 1º de setembro, em Belo Horizonte, contou com a participação das principais empresas compradoras, coprodutoras e investidoras em conteúdo audiovisual do Brasil e exterior, e recebeu 425 projetos inscritos que, após as rodadas de negociações, geraram um volume de prospecção de negócios da ordem de R$ 526 milhões, montante 26% superior ao registrado na edição passada do evento.

Minas Gerais liderou o número de inscrições, com 240 projetos, seguido pelo estado do Rio de Janeiro, com 66 propostas, e Bahia, que apresentou 31 projetos. O Rio Grande do Sul marcou presença com 26 apresentações, São Paulo com 20 e Paraná com 17 inscrições. Distrito Federal, Espirito Santo, Paraíba e Pernambuco também contaram com representantes.

Nesta edição, empresas líderes em seus segmentos participaram da rodada de negócios demonstrando interesse no estabelecimento de parcerias para aquisição, coproduções e licenciamentos de conteúdo audiovisual: Academia de Filmes, Arte 1, AXN, Canal Brasil, Canal Curta!, Cineart Filmes, CineBrasilTv, Comedy Central, Elo Company, Fashion TV, FOX, FOX Premium, Giros, Glaz, GloboNews, GNT, H2O Films, Investimage, Mais Globosat, Moonshot Pictures, MTV, Music Box, Nat Geo, Nat Geo Kids, Nickelodeon, Nick Jr., O2 Play, Panorâmica, Paramount Channel, Prime Box, Rede Minas, Sony, Telecine, Travel Box, TV Brasil, TV Cultura, TV Globo Minas, TV Rá-Tim-Bum, Videocamp, Vitrine Filmes, Viva, Woohoo e ZooMoo.

Durante o evento, também foram promovidos 78 painéis abertos ao público – com temas referentes ao desenvolvimento de mercado, políticas e regulamentação, técnicas e ofícios, cultura e tendências e capacitação de empresas -, que reuniram uma média de 3 mil expectadores durante o período do evento.

Além disso, um número expressivo de pessoas participou da programação paralela direcionada para o público em geral, que incluiu o projeto “Cinema para Todos”, com sessões de cinema gratuitas na Praça da Estação, oficina de animação e exposições no Museu das Artes e Ofícios e apresentações musicais na Sala Minas Gerais.

A MAX é um evento de fomento ao setor audiovisual, realizado pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais, pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas) e pelo Serviço Social da Indústria (Sesi-MG), promovendo rodadas de negócios, atividades de capacitação e programação cultural e educativa. Em 2018, a curadoria das mostras de cinema do evento é assinada pelo P7 Criativo, Agencia de Fomento à Indústria Criativa de Minas Gerias.

A programação cultural da MAX 2018 é viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, através do SESI, e com o patrocínio da CBMM e da CEMIG.

OS NÚMEROS DA MAX:
EXPOMINAS:

RODADA DE NEGÓCIOS:

  • 429 projetos de 11 estados inscritos
  • 425 encontros entre produtores e compradores realizados
  • Expectativa de negócios de R$ 526 milhões (aumento de 26% em relação à edição do ano passado)
  • 3 sessões de pitching com participação de 12 projetos selecionados, organizadas pelos gêneros documentário, ficção e kids

PAINÉIS:

  • 78 painéis de debate e capacitação para cerca de 3000 mil expectadores
  • 6º Encuentro Latinoamericano de Film Comissions com representantes de 8 países
  • 14 palestras sobre inovação e empreendedorismo no Palco P7 Criativo
  • Mostra educativa para mais de 500 crianças

PROGRAMAÇÃO CULTURAL

PRAÇA DA ESTAÇÃO

  • Cine Concentro com trilha sonora executada ao vivo pela Orquestra de Câmara Sesiminas com 24 músicos
  • 9 filmes exibidos no cinema ao ar livre para mais de 2 mil pessoas

MUSEU DE ARTES E OFÍCIOS

  • Conversa entre artistas, curador e o público realizada na abertura da MAX
  • Mais de 30 horas de Oficina de Animação conduzidas por Daniel Herthel
  • 13 obras mineiras apresentadas na Mostra de Curtas (em cartaz até 18 de novembro)
  • Exposição “Quando o cinema se desfaz” de Solon Ribeiro, baseada em 20 mil fotogramas (em cartaz até 18 de novembro)

SALA MINAS GERAIS

  • Concerto “Mineral”, idealizado por Máximo Soalheiro, apresentado 2 noites para 2 mil pessoas.
  • 100 peças de cerâmica usadas no espetáculo que reúne artes plásticas e música