Codemge realizou leilão para venda de participação na Companhia Brasileira de Lítio

7 de julho de 2022

Nesta quinta-feira (7/7), a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), realizou o leilão para venda de sua participação acionária (33,33%) na Companhia Brasileira de Lítio (CBL). Em sessão pública presencial, conduzida pela Comissão de Alienação da Codemge e realizada na sede da Empresa, foram recebidas duas propostas vinculantes do mercado. O critério de julgamento utilizado para seleção das propostas foi o de maior preço por ação.

Na ocasião, os proponentes, já habilitados no processo competitivo, também tiveram oportunidade de aumentar suas propostas, cobrindo a melhor oferta recebida (rebid). A proposta vencedora foi oferecida pela empresa Ore Investment, com lance final no valor de R$ 125 por ação.

O próximo passo será a submissão da proposta à aprovação do Conselho de Administração da Codemge.

Fases anteriores

As instituições que manifestaram interesse durante o período da fase de consulta (ocorrida de 4/2 a 7/3) receberam comunicação formal sobre sua habilitação para a fase de Propostas Vinculantes do processo competitivo. Foram habilitados os participantes que cumprem as condições de elegibilidade colocadas no teaser e que enviaram a documentação completa, no prazo indicado.

Os habilitados receberam as informações para o acesso ao data room do ativo, contendo demonstrações financeiras, instrumentos jurídicos para formalização da Proposta Vinculante, agendamento de visita técnica ao ativo, entre outros documentos e informações pertinentes.

A fase de consulta de interesse esteve aberta a pessoas físicas e jurídicas, entre os dias 4 de fevereiro e 7 de março deste ano.

A CBL

A Companhia Brasileira de Lítio é uma sociedade anônima de capital fechado, fundada em 1986. Possui reservas certificadas de espodumênio que superam 1,3 milhão de toneladas e é a única empresa brasileira produtora de carbonato e hidróxido de lítio.

Conta com uma unidade de mineração em Araçuaí/MG e uma planta de processamento químico em Divisa Alegre/MG, ambas no Vale do Jequitinhonha, além de um escritório em São Paulo. O lítio é aplicado em diversas indústrias, como a de baterias, de fármacos, entre diversas outras.