ATIVIDADES

Governo do Estado e Codemig garantem transparência em investimentos no audiovisual

18 de outubro de 2016

Codemig convida profissionais do setor para formarem comissão julgadora de edital

O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), convida profissionais do audiovisual para participar das iniciativas públicas de incentivo ao setor. Para isso, abriu inscrições para interessados em fazer parte da comissão julgadora de um novo edital de fomento à produção cinematográfica mineira. Os profissionais podem enviar currículo para análise até o dia 10 de novembro, pelo e-mail audiovisual@codemig.com.br.

O concurso 2016 para desenvolvimento de projetos, com inscrições abertas até o fim de novembro, vai selecionar propostas de roteiro de séries e longas metragens, com investimento de R$ 1,5 milhão. A comissão julgadora deverá selecionar 16 propostas de roteiro, divididas nas categorias: ficção, animação e documentário. Os quesitos de avaliação serão: abordagem do tema, criatividade e originalidade; adequação ao público alvo e potencial de interesse; planejamento e viabilidade de realização; histórico de projetos do proponente e equipe. Na edição de 2015, o edital recebeu 137 projetos e beneficiou 18 propostas.

Transparência e participação

Outra ação de transparência do Governo de Minas Gerais na área foi a abertura de contribuição online sobre um segundo edital da Codemig, em parceria com a Agência Nacional do Cinema (Ancine) e o Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). A proposta estará disponível no site da Secretaria de Estado da Cultura, entre os dias 17 de outubro e 11 de novembro. O objetivo é receber sugestões e considerações dos profissionais do setor sobre o concurso que é voltado para produção e finalização de longas-metragens e séries.

O edital 2016 da Codemig irá investir dez vezes mais do que o concurso anterior, publicado em dezembro do ano passado, que distribuiu o valor de R$ 525 mil. Desta vez, o montante destinado pelo Governo do Estado será de R$ 2 milhões, e o repasse da Ancine será de R$ 3 milhões. Serão investidos, ao todo, R$ 5 milhões para produção ou finalização de nove projetos nas categorias: ficção, animação e documentário.

As regras sugeridas pela Codemig e pela Ancine preveem que os produtores contemplados comprovem que já têm garantidos, no mínimo, 80% do orçamento previsto para a realização da obra e seria necessário que os projetos priorizassem a participação de profissionais mineiros, além de realizar a maior parte das filmagens no estado.

MAX

Os selecionados nos dois editais participarão da próxima edição da Minas Gerais Audiovisual Expo 2017 (MAX), grande evento lançado este ano pela Codemig e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Aberta aos mercados nacional e internacional, a MAX configura-se como um salão de negócios inédito em seu formato e uma vitrine para os setores do audiovisual e do entretenimento.

Minas de Todas as Artes

A Codemig investe no segmento audiovisual abarcando toda a cadeia produtiva, desde o fomento direto aos artistas e criadores de projetos originais, até o investimento em exibição de conteúdo. O fomento da Empresa nesse setor integra o Minas de Todas as Artes – Programa Codemig de Incentivo à Indústria Criativa, que promove também os setores de gastronomia, design, moda, música e novas mídias.

Neste ano, a Empresa lançou outra frente que dinamizará o setor cinematográfico e ampliará o acesso dos mineiros à cultura audiovisual: por meio do Cineminas – Programa Codemig de Apoio ao Cinema, serão implantadas novas salas de exibição nas cidades do interior do estado.