ATIVIDADES

Thermas Antônio Carlos ganha novo mobiliário adquirido pela Codemge

17 de abril de 2018

Mais de 180 itens foram comprados para o empreendimento localizado em Poços de Caldas, com investimento acima de R$ 100 mil

As Thermas Antônio Carlos, em Poços de Caldas, no Território Sul, acabam de receber novo mobiliário e peças de enxoval, adquirido pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge). As peças substituem itens que a Prefeitura Municipal havia emprestado por um período seis meses e são essenciais ao pleno funcionamento do espaço. Ao todo, foram comprados mais de 180 móveis e peças, com investimento superior a R$ 100 mil. A iniciativa integra as ações da Empresa em prol da modernização, da preservação e do adequado funcionamento do espaço.

Foram adquiridas 39 poltronas estampadas, para as salas de espera dos setores de hidrologia feminina e masculina e para o setor de ofurô. Além disso, 64 cadeiras cromadas foram colocadas nas cabines de banho e cabines de ofurô. O acabamento cromado é o mais indicado para esses ambientes, porque, ao final de cada banho, as cabines são lavadas e higienizadas, exigindo materiais resistentes à umidade.

Dois racks passam a compor a sala de repouso das saunas masculina e feminina, que também contarão com televisores. Dez espreguiçadeiras foram distribuídas nas áreas de descanso da hidrologia feminina, sauna feminina e sauna masculina.

Para os setores de estética facial e corporal foram adquiridas oito macas estilo spa, com suas respectivas escadas de apoio. Por sua vez, os banheiros receberam 45 lixeiras para os reservados e 14 lixeiras tubulares de pia, em aço inox.

Novos cabides, carrinhos de limpeza e um carro-cuba de lavanderia também foram adquiridos, para melhor organização das áreas de serviço das Thermas Antônio Carlos. A Codemge comprou ainda 100 roupões aveludados e 500 toalhas para o empreendimento.

Os novos itens foram obtidos por meio do processo licitatório 11/2018. O pregão eletrônico foi realizado pela Codemge em 02/03/18 e homologado no mesmo mês. O edital para aquisição de mobiliário, equipamentos e enxoval para as Thermas estruturou a compra em variados lotes, de forma a ampliar a competitividade, considerando a disponibilidade dos itens no mercado sem a perda da economia de escala. Três empresas foram contratadas no certame: Ergon Mobile Comércio & Serviços, Madelider Comercial e Novara Comércio.

    

  

  

As Thermas e a nova gestão

Desde o final do século XVIII, as águas termais de Poços de Caldas são conhecidas por suas virtudes curativas e utilizada nos mais diversos tratamentos. As Thermas Antônio Carlos foram inauguradas em 1931, como o primeiro estabelecimento termal do Brasil a oferecer uma série de serviços e tratamentos corporais a partir do uso da água termal.

O Governo de Minas Gerais passou a gerir as Thermas Antônio Carlos em 15 de janeiro deste ano. O empreendimento, pertencente à Codemge, vinha sendo administrado pela Prefeitura Municipal desde janeiro de 1990. Agora, a oferta de serviços tem sido ampliada com a administração da Empresa. Para além de um balneário termal, o local ganha status de spa termal, oferecendo tratamentos de saúde, beleza e bem-estar, com o diferencial das águas termais.

As Thermas oferecem mais de 20 serviços e atrativos à população e aos turistas, como banhos termais, limpeza de pele, massagens, drenagem linfática, bambuterapia, sauna e duchas. Entre as novidades disponibilizadas com a gestão da Companhia, estão: liposhock (sessão de redução de medidas), massagem com pedras quentes, manicure, pedicure, depilação e design de sobrancelhas, a custos praticados no mercado.

O horário de funcionamento é de terça-feira a domingo, de 9h às 20h. O imóvel está localizado na Rua Junqueiras, s/n, em Poços de Caldas.

A Codemge assumiu a gestão de outros empreendimentos de sua propriedade, como o Parque das Águas de Caxambu, tendo criado, inclusive, uma Coordenação de Balneários. O objetivo é fomentar o desenvolvimento econômico da região, valorizando também o bem-estar da população.

Poços de Caldas

Senhora da história de Minas e uma das mais importantes e tradicionais cidades mineiras, Poços de Caldas começou a ser ocupada ainda na primeira metade do século XVIII, quando houve a descoberta de suas águas curadoras. Entretanto, sua criação oficial se deu em 1872, com a doação de terras onde se localizava a fonte de águas sulfurosas; em 1886, já havia na localidade uma casa de banho, seguida por outras nos anos posteriores.

A fama de Poços de Caldas ganhou o mundo ainda cedo, e figuras ilustres passaram a frequentá-la, entre elas o imperador Dom Pedro II e a imperatriz Tereza Cristina, na época da inauguração do ramal da Estrada de Ferro Mogiana, ligando Poços a São Paulo. Outros frequentadores de renome foram Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Benedito Valadares, Rui Barbosa, Santos Dumont, Olavo Bilac, Sílvio Caldas, Orlando Silva, Carlos Galhardo e Carmem Miranda. Poços era também reduto de parcela considerável da elite brasileira. Conta-se que Vargas chegou a ter uma suíte com decoração semelhante à que tinha no Palácio do Catete.

Poços de Caldas está localizada dentro da cratera de um vulcão extinto, a 1.186 metros de altitude, na Serra da Mantiqueira, Sul de Minas, em posição estratégica em relação a importantes capitais brasileiras. É famosa por suas águas sulfurosas, que chegam à superfície a uma temperatura de até 45,5ºC. Se suas águas, fontes e termas lhe dão notoriedade internacional, o complexo do Palace Hotel se impõe na paisagem da cidade, com sua beleza e grandiosidade. Trata-se de uma das mais importantes e tradicionais cidades de Minas Gerais.