ATIVIDADES

Rampa do Terminal Rodoviário volta a funcionar

27 de abril de 2018

Após mais de 40 anos inativa, a rampa que dá acesso ao 3º piso da rodoviária voltou a funcionar

As obras, que iniciaram em 16 de janeiro deste ano, finalizaram em abril/18. Dimas Álvares, gerente de engenharia, diz que o resultado é fruto de um projeto realizado por diversos profissionais. O primeiro trabalho foi de pesquisa, com a identificação da esteira ali existente e a averiguação da possibilidade de reforma. Como isso não foi possível, o segundo passo foi pesquisar fornecedores de esteiras e fazer projeto para licitar a aquisição de novo equipamento. Uma terceira ação foi a retirada da esteira antiga. Segundo Dimas, a Gerência de Patrimônio tentou duas licitações com esse objetivo, mas ambas foram desertas. “Esse foi um desafio muito grande”, comenta. Para concluir essa etapa, a Gerência de Engenharia (Geren) fez pesquisas de preços no mercado, objetivando verificar se a remoção poderia ocorrer por dispensa de licitação. “Conseguimos um preço que viabilizou a dispensa, também graças à Lei 13.303, cujo limite para obras desse tipo é maior do que na 8.666”, afirma. A Geren, então, contratou o fornecedor para a retirada e iniciou as obras complementares de infraestrutura, já para receber o novo equipamento.

A montagem da nova esteira iniciou-se em 16 de janeiro deste ano. “Nosso maior desafio foi instalar a esteira aproveitando as condições estruturais existentes”, diz o engenheiro Flávio Gomes, coordenador da Gerência de Engenharia (Geren). Ele explica que a estrutura era própria para um tapete rolante da década de 1970. “Compramos um material novo e moderno para instalar em um local preparado há 40 anos, sem realizar grandes intervenções civis”, conta.

Das pesquisas iniciais até os testes finais, as obras da esteira duraram cerca de um ano.

Além da rampa, o Terminal Rodoviário conta com quatro elevadores para mobilidade dos passageiros entre os andares. Saiba mais sobre os investimentos realizados pela Empresa no Terminal.

        

Passageiros aprovam a novidade

Para o senhor Hélio, aposentado de Capim Branco que viu a esteira funcionando há mais de 30 anos, a reforma foi muito boa. “Está muito melhor que a antiga”, comenta. Além da rampa, para ele, a rodoviária está nota 10, principalmente os banheiros. “Antes não dava nem para entrar, agora o banheiro está muito bom mesmo”, fala em tom festivo.

Segundo Alessandro Mendes, mecânico, que mora em Itumbiara (Goiás) e que sempre vem a Minas Gerais fazer cursos, o retorno da esteira rolante é “bom demais”.

A monitora Vanderléia Rocha, de Belo Horizonte, comenta que antes tinha que subir pela escada ou pela esteira parada. “Era horrível, a volta da esteira ajuda bastante”. Também auxilia muito para cadeirantes e deficientes visuais.” Vanderléia ainda elogiou a melhora no atendimento por telefone e nos guichês. “Notei os pontos de carregamento de celular. Isso ajuda bastante.”, acrescentou.

Para o estudante Gabriel Soares, de Curvelo, a esteira rolante contribui para acessibilidade e conforto dos usuários. “Subir com mala de escadas é a pior coisa que existe.”, disse.